O Amor é Paciente – Pr. Sergio Freitas

Categories: Artigos

2 Timóteo 2.24-26

Há algum tempo aprendemos a respeito do amor sendo ele paciente sob a ótica de Deus para com as pessoas. Foi incrível! Agora, numa tentativa de vida prática do evangelho, quero conversar com vocês sobre a nossa implicação nesse processo, visto que Deus é paciente, precisamos nós também buscar viver isso, a partir do seu exemplo.

O texto de orientação de Paulo a Timóteo nos ensina algumas coisas importantes para nossa vida de amor:

  1. As brigas são provocadas fundamentalmente pela falta de paciência.
  2. Cabe a nós ensinar e corrigir a partir de uma reação amável e mansa.
  3. Orar por aqueles que nos provocam a impaciência para que voltem a sobriedade.

Vivemos num contexto de extrema impaciência em todos os sentidos. Isso tem gerado não só brigas internas e externas, mas também um acentuado nível de ansiedade em toda a grande parte da população mundial. Chegamos num ponto tão crítico de impaciência que tudo nos provoca “estouro”. O nosso “pavio” é minúsculo. Não temos paciência conosco, com nosso cônjuge, filhos, irmãos, patrões, colegas de trabalho, etc. O mais grave, na minha opinião, se é que é possível medir isso, é perceber que as pessoas não tem paciência com aqueles que estão buscando a presença de Deus.

Nós devemos transformar o mundo através do amor exercitando a paciência em todos os níveis: família, trabalho, amigos, igreja, etc. Isso gera alegria em nosso coração, especialmente porque você vê que Deus está transformando o mundo de dentro pra fora, primeiramente em você, depois nos outros, isso nos motiva completamente a seguir em frente. Leia Colossenses 1.9-14

Aqui vão alguns conselhos interessantes dessa nossa nova vida de exercício do amor através da paciência em todas as áreas:

O fim das coisas é melhor do que o seu início, e o paciente é melhor que o orgulhoso. (Eclesiastes 7.8)

A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas. (Provérbios 19.11)

Queremos que cada um de vocês mostre essa mesma prontidão até o fim, para que tenham a plena certeza da esperança, de modo que vocês não se tornem negligentes, mas imitem aqueles que, por meio da fé e da paciência, recebem a herança prometida. (Hebreus 6.11, 12)

Vamos transformar o mundo! Eu quero imitar você! E você pode me imitar.

Um beijo carinhoso do seu pastor,

Sérgio Freitas.