O Amor não é Invejoso – Pr. Sergio Freitas

Categories: Artigos

Parte 01

Provérbios 28.22 e Gênesis 37

Conceitualmente a inveja é aquilo “que faz com que alguém tenha ressentimento com outra pessoa por ter algo que ele mesmo deseja, sem, porém, possuí-lo.” O filósofo Xenofontes disse que “os invejosos são aqueles que se zangam somente com o sucesso dos seus amigos.” A inveja é oposição ao amor, é antagônica ao Fruto do Espírito de Deus (Gálatas 5.16-26), é ainda, aquilo que temos e somos quando estamos vivendo a separação de Deus (Adão e Eva).

Em Provérbios aprendemos que a inveja se torna uma vida desesperada por aquilo que nunca é suficiente, porque mesmo que alcance, haverá vazio. Como resultado: o invejoso chegará na miséria de suas próprias escolhas.

A história da vida de José é uma das inúmeras contidas na bíblia que retratam como que a inveja é destrutiva e adoecedora. Os irmãos de José não suportavam o amor que seu pai tinha por ele, tramam a sua morte e ainda, vivem uma mentira.

Nessa história vemos que a inveja é capaz de destruir não só uma vida, mas a história de uma família inteira. Com José houve uma reviravolta sobrenatural sobre ele, isso não o isentou de sofrimentos, mas no final ele, que permaneceu fiel a Deus, foi honrado por seu caráter e fé.

A inveja é o pior de nós. Eu mesmo acredito que a inveja começa em nossos corações a partir das comparações. Depois que iniciamos comparações sobre aquilo que os outros são ou têm, nutrimos um coração invejoso. Nossos monstros ganham espaço e acabamos por sermos dominados por eles, como aconteceu com Caim e Abel.

O amor não é invejoso, chame o amor para fazer parte de sua vida e mude a sua história, e a partir disso, a dos outros, através da sua. Fique feliz com o sucesso dos outros e se alegre com alguém que conquistou lugares diferentes, isso não quer dizer melhores, que os seus.

Ame de maneira prática as pessoas nessa semana. Quando alguém lhe contar algo que aconteceu de bom, fique sinceramente feliz e sorria para essa pessoa.

Muito amor pra você e por você. Exercite amor! Pratique amor!

Um beijo carinhoso,

Sérgio Freitas.